Pular para o conteúdo

Ricardo Jullian

Durante o curso técnico de eletrônica no CEFET iniciei atividades de militância nos movimentos estudantil e humanista internacional. No fim da década de 80, encontrei num curso de qualificação profissional para jovens da Maré, um projeto de Extensão da UFRJ, uma oportunidade de reunir minha ação profissional numa direção coerente com a militância pelos direitos humanos. A partir dessa atividade decidi fazer licenciatura em eletrônica e ingressei como funcionário da UFRJ. Após a extinção desse projeto, comecei a articular junto a outros trabalhadores da universidade um novo projeto de extensão no Departamento de Eletrônica da Escola Politécnica. Iniciando em 1994 e seguindo até hoje o Laboratório de Informática para Educação (LIpE) atua em diferentes frentes, como a formação continuada de professores em informática para educação e a apropriação digital para trabalhadores e movimentos sociais. Em 2011 ingressei no Mestrado do CEFET-RJ no Programa de Ciência, Tecnologia e Educação onde defendi a dissertação em meados de 2013, tendo como objeto de pesquisa atividades realizadas no LipE. Em 2014 comecei minha aproximação com a Linha de Pesquisa Informática e Sociedade do PESC como ouvinte em algumas disciplinas. Em 2017 ingressei como aluno de Doutorado. Após o fim do mestrado iniciei participação no processo de construção do NIDES (Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social) que além de Integrar atividades de Extensão, Pesquisa e Ensino, principalmente do Centro de Tecnologia, também organiza um mestrado profissional.