Pular para o conteúdo

Pedro Braga

Entrei em 2009 para o Bacharelado em Ciência da Computação na UFRJ. Eu esperava encontrar uma grande pluralidade de ideias dentro da academia, porém me deparei com um ensino muito tecnicista sem espaço para a reflexão crítica da tecnologia e das suas aplicações no mundo real. Através de indicações pessoais, conheci o SOLTEC (Núcleo de Solidariedade Técnica), um forte bastião da extensão universitária no Centro de Tecnologia da UFRJ. No SOLTEC tive meu primeiro contato com os estudos CTS, o que me levou a procurar o prof Henrique Cukierman para orientação do meu projeto final da graduação e a tentar o mestrado no HCTE (Programa de pós-graduação em História das Ciências e das Técnicas e Epistemologia). Hoje no HCTE, ainda sob a orientação do prof Henrique, eu estudo a vigilância digital realizada pelo estado brasileiro contra grupos que questionam a ordem hegemônica do capitalismo (movimentos sociais, partidos políticos e sindicatos).